...

"Deus é a mão que nos guia e governa!",

4 de nov de 2014

POETA ENGRAÇADO

       
        Um poeta amigo, engraçado e sábio sempre terá espaço aqui neste blog. Seus poemas traduzem vida!




QUERIDA GOIÂNIA

Olá Goiânia, bom dia, parabéns cidade minha,
Mais um ano de vida, tão apreciada, és mui querida,
Viver aqui, muito mais que um luxo, felicidade inteirinha,
Venho, a ti, com minha alma, agradecer-te, oh colorida!


Cidade de gente alegre, bonita e contente, ser daqui, um presente,
Somos agraciados, a sua beleza, frequentemente se aflora,
Suas praças e bosques, jardins e o sol, sim sempre reluzente,
Que ti viu, quando aqui chegamos, puro cerrado, a vida te implora!


Nunca percas a tua beleza, oh Goiânia, inda que a fumaça sufoca,
Não te mistures, em meio a tanta correria, do cotidiano,
Pois tu, sim, cheia de arranha céus, feliz, sempre se coloca,
Viva, cada dia, em meu peito, seu altar meridiano!


Meu pai dizia, Goiânia, cidade que corre, mas continua linda, 
Velho, e bom Artur, sabedoria, muita, quando dessa cidade proclamava,
Fui crescendo, vendo tua formosura, tua força, garra, nunca se finda,
Muitos anos de vida, é pouco esse refrão, continua, grande é a jornada!

David Saulo de Andrade Ribeiro – 23 de outubro de 2014


 COMO SERÁ, NÃO SEI, MAS VAI CHEGAR

UMA EXCELENTE SEMANA, CAROS AMIGOS E AMIGAS,
MESMO DEPOIS DE TANTA ANSIEDADE, PASSOU-SE A ELEIÇÃO,
NÃO SEI O FUTURO, COM PT E SEM PSDB, QUAL O PIOR,

 FICAM AS FERIDAS, IMAGINAR O MELHOR,
 DIFÍCIL, CRUEL, DÓI PENSAR NA FUTURA GERAÇÃO!

AGORA, CULPAR, FORA DO ALCANCE, SÃO TODOS ASSIM,
PROMESSAS, PALAVRAS BONITAS E HARMONIOSAS, MENTIRA PURA,
FICA, AQUI, DO FUNDO CORAÇÃO, UM SENTIMENTO SEM FIM,
DOR QUE NÃO CALA, PEITO QUE ARDE, POLITICA, DOIDURA!

MEUS FILHOS, NETOS, O QUE VOS ESPERA, NO BRASIL PÁTRIA AMADA?
DIGO A TODOS, E SEM MEDO DE ERRAR,NUVENS ESCURAS, PREVISÃO,
PENSO, REFLITO, QUAL O MEU PAPEL,SENSAÇÃO TRISTE, DESENFREADA,
O QUE FAZER, SEI LÁ, MANIFESTAÇÕES,LUTAS, ORA DE AÇÃO!

MAS NADA DE CONFUSÕES, MAS ELES,SIM ELES SÓ ENTENDEM ESSA LINGUAGEM, 
NÃO ADIANTA MAIS, TÃO SOMENTE GRITAR, PRECISO, COM AMOR PARTICIPAR, FICA O APELO, 
DO REVOLTADO, NÃO, SÓ MAIS UM DESSA ENORME LINHAGEM,
BRASILEIRO, COM MUITO ORGULHO, SEI NÃO, COMEÇO A FILOSOFAR!

David Saulo de Andrade Ribeiro – outubro de 14


Queria fazer um poema, mas sem repetir,
Olhei para o céu, vai chover, só refletir,
Meus amigos do face, são muitos, e queridos,
Mesmas palavras, e jargões, ficam feridos.
Vou mudar de teoria e algo inovador,
Dizer a eles o quanto são especiais para mim,
Soltar verbos vou, sem medidas como amor,
Será que não estou a ser mais um tintim?
Creio, na minha ínfima sabedoria e entendimento,
Que aqueles que são queridos e admirados.
São, na verdade, figuras do enriquecimento.
Pessoas cujos corações, do amor, irrigados!
Vou ficando, assim, as cigarras ouvindo,
Como e bonito, toda a criação, de um só Criador,
Quisera eu, na pequenez do meus ser, subindo,
Nas alturas do pensamento, mais que sonhador!
David Saulo de Andrade Ribeiro – outubro de 14

 

POESIA DA SOLIDÃO

NÃO EXISTE ESSA TAL, ELA SÓ APARECE,
AS VEZES SINTO, NA PORTA, ELA BATER,
MAS O MEU SER, MIRA E SÓ AGRADECE,
O REGRADECIMENTO, FORTE, FAZ ELA CORRER!

ALGUMAS PESSOAS ATÉ ZOMBAM DE MIM,
QUESTIONAM O MEU MUNDO, PORQUE SOU ASSIM?
A VIDA, DE QUALQUER UM, PADECE, SE EM SOLIDÃO,
MAS QUANDO SE VIVE, NO AMOR, DEIXA A RAZÃO!

FALAR DELA, NADA FÁCIL, SEMPRE APRONTA,
QUER CHEGAR DE MANSINHO, E FAZER CHORAR,
É PRECISO PRUDÊNCIA, CALMA, E CANTA,
SERENO E ATENTO, SIM, ME ALERTAR!

QUANDO O VENTO ASSOBIA A SUA CHEGADA,
ME REVISTO DE PAZ, FÉ, MINHA ARMADURA,
AINDA QUE O VENTO, SEJA O DE VIRADA,
AH..INIMIGA MINHA, FUJA, SEM FRESCURA!

ESSA TAL SOLIDÃO, AMARGA, MAS FIEL,
ESTÁ SEMPRE A PROCURAR, ALMAS, SEU PRAZER,
IMAGINAS TU, VAMOS CAIR NESSE LAÇO CRUEL?
PARECES TOLA, NO AGIR, SIM, FALSO SEU PODER!

QUERO, SOZINHO, DE CONSCIÊNCIA, TE FERIR,
NUNCA CHEGUES TÃO PERTO, DEMAIS DO MEU SER,
SAIA EM DISPARADA, MUDE O RUMO, E SE RIR,
TE LANÇAREI UMA PRAGA, NO INFERNO VAIS FERVER! 


David Saulo de Andrade Ribeiro – outubro 14



QUANDO SENTO DE FRENTE AO COMPUTADOR, É INCRÍVEL 
VÃO SURGINDO IDÉIAS, COISAS DESLUMBRANTES,
ATÉ PENSO QUE SOU UM ESCRITOR, ISSO É SENSÍVEL,
VIAJO NO MUNDO DA LUA, LUA TEM MUNDOS INTRIGANTES!


PERCO O SONO DA SERENA E TRANQUILA MADRUGADA,
NÃO MAIS O EU, DAVID, DE UM TEMPO ANGUSTIANTE,
NASCE UMA PESSOA DIFERENTE, E A ALMA, CALADA,
SURGE UM SER, CUJA MENTE, AGORA IRRIGADA!


PARA ESCREVER ALGO BOM, DUVIDAR É PECADO,
UMA CORUJA COMEÇA A CANTAR, SOZINHA,
ESSE BICHO CANTA? A TODOS O LOUVOR E DADO,
MAS NÃO SABIA, IGNORÂNCIA PURINHA!


AGORA OUÇO ALGO MÁGICO, ME CALO,
QUANDO DEUS FEZ VOCÊ, PARTIU O MEDO,
ESSA ESCRITA, TOMANDO OUTRO RUMO, EU FALO,
É A PAIXÃO NO AR? SEM SEGREDO!


SERÁ QUE SOU EU, AINDA, VIVO, INDAGO,
ESCONDER TALENTO, DOS FRACOS, ACREDITO,
MAS O QUE PODE SAIR, SEI LÁ, FICO NO AGUARDO, 
NUNCA MAIS QUESTIONAR O CÉREBRO, EIS O VEREDITO!


MAS QUEM NESSE MUNDÃO, GASTA TEMPO, LENDO?
A QUEM INTERESSAR POSSA, OS TEUS OLHOS ABRIR,
A CEGUEIRA INTELECTUAL, PIOR COISA, VIVENDO,
TOLOS INSENSATOS, DEIXE-ME EM PAZ, PROSSEGUIR!

ATÉ TENTO, REAGIR, AOS INTENTOS, MALDADE,
FRIEZA, DUREZA, CORAÇÃO, SENTIMENTOS, CERTEZA,
INTELIGÊNCIA, AUDÁCIA, COVARDIA, SAUDADE,
FOI-SE O DIA, MELANCOLIA, FRIO DA ETERNIDADE!


VAGABUNDO APARELHO, TOCA, MANSINHO, ASSUSTADOR,
ESTRAGA PRAZER, PARECE GENTE, PORQUE NASCEU,
A EVOLUÇÃO, SEGURAR, JAMAIS, É IMPERADOR,
MAS AS MINHAS MÃOS, DOMÍNIO, ELE SE ESQUECEU!

VOLTANDO AO SOM DO GRILO, INTENSIDADE, VIDA,
O OBJETO DESLIGUEI, A MENTE, AH, ESSA, COBREI,
TRABALHO NÃO LHE FALTA, BASTA, ATREVIDA,
O ESFORÇO, ACORDAR, DIGITAR, REDOBREI!

SOLIDÃO, CALADO, COMO DÓI, ALMA FERIDA,
O CORTE, NÃO PROFUNDO, BASTANTE, RASGAR O VÉU,
PENSAR, REFLETIR, VERBOS, LETRA INSERIDA,
INSITIR, SENTIR, VERBOS, ORA, O CÉU!

PERDENDO O TEMPO, SONO, IDIOTICE MINHA,
RECOMPENSA, DE QUEM, DINHEIRO, NEM A VIDA O TEM,
O CURSO, ALMA, ESPÍRITO, PALMILHAR, SOZINHA,
REQUERIDO SOU, PRISIONEIRO, QUERO, SEM UM VITEM!

QUANTAS HORAS, PREOCUPAR, AZAR, DOMINADO,
A NOITE UMA CRIANÇA, BESTEIRA, JÁ É DONZELA,
ELA CRESCEU, MACHO OU FÊMEA, INDETERMINADO,
EU VIVI, SERÁ, MERDA, CRESCI, PORRA DE BERINGELA!

PENSAMOS MUITO, SOMOS GENTES, ZUMBIS, PLENA RUA,
SOCIALIZAR, PRECISO, AMAR, GASTAR, ATÉ FICAR NUA,
COMPADECER, FORNECER, HIPOCRISIA, FRIA,
VIDA, MORTE, REDENÇÃO, SÓ LATARIA!

UM GALO, SEI LÁ QUEM, SE PERDEU, HORÁRIO DE VERÃO,
SENTIMENTO DE PERCA, DOR, CHORO, SAI DE FININHO,
O ESPAÇO, MEU, TEU, TEM ACAMPAMENTO, O CORAÇÃO,
MUI PRAZEROSO, DELEITAR, SILÊNCIO, QUIETINHO!

O TECLADO GEME, A MÃO GRITA, A MENTE, ESTABELECIDA,
O TEMPO, RÁPIDO, VOA, CONHECIMENTO, ME PERMEIA,
ATÉ QUERO, NÃO POSSO, MEIO TERMO, ESCLARECIDA,
EIS OS CÃES, LÁ FORA, INDIGENTES, SEMEIA!

PLANTO O QUE NÃO QUERO, E ENXERGO, EM VÃO,
NA LABUTA DA VIDA, DE QUE VIDA ESTOU FALANDO?
ATÉ PARECE PALAVRA DE BAIXO CALÃO, UM TOSTÃO,
ELA NOS CERCA, APERTA, PEITO ARDE, O QUE SÃO?

AGORA PARTIU PARA IGNORÂNICA, FICA ATENTO, O QUE VIU?
PALAVRAS SOLTAS, PÓ, CINZAS, UM PAREDÃO!
A FICHA, CADÊ, PASSOU-SE, RASGANDO, UM FUZIL,
É DA POBREZA QUE FALAS, SINISTRO RESMUNGÃO!

QUANTO MAIS SUAVE, MELHOR FICAR ASSIM, DE PÉ,
COMEÇA UM VENTO, SINTO, AR FRESCO, MENTIRA,
QUANTA FALSIDADE, IMORALIDADE, FALTA A FÉ?
NÃO SEI, AO CERTO, O PLANETA, ME INSIRA!

O UNIVERSO CONVERSA, ABSURDO, NELE, FOGUEIRA,
EU PENSO, LOGO, POSSO DIZER, DEMOCRACIA,
CUIDADO, LÍNGUA, CORTA, OLHA A FRIGIDEIRA,
A LIBERDADE CUSTA, VALE A PENA, ARISTOCRACIA!


David Saulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Obrigada!