...

"Deus é a mão que nos guia e governa!",

4 de ago de 2011

NOS CAMINHOS DA DIDÁTICA


            





            O homem aprende a cada instante. É uma ação que não tem fim. Ocorre em todos os lugares e momentos. Aprender não marca hora. No entanto, a forma de aprender se difere entre os homens. Cada um tem seu ritmo e jeito de aprender. A seguir, alguns bons exemplos:

          Tendo interesse, estudando e dedicando  porque se não, a gente não consegue aprender nada. Então essa é a forma que eu aprendo, estudando e sempre querendo mais e mais, é muito bom aprender.


              O meu colega aprende estudando, para aprender  tem que querer, porque se não, não 
 consegue. Para  aprender, o mais importante é ter vontade, sem ela fica  muito difícil.
Iuslene Cristina M. S. Fernandes. - acadêmica do 2° Per. Matutino, Pedagogia


        Acredito que tenho facilidade para aprender. Isso se dá pela seqüência do processo adquirido no ensino fundamental e médio, em que as percepções estão em formação. Com as etapas estimuladas para aprendizagem, tais como a leitura, convívio com outros indivíduos de pensamentos diferentes e a exposição do conteúdo pelo professor. Tenho muita habilidade em entender o que me proponho a ler, o que às vezes tenho dificuldade de me socializar com indivíduos com pensamentos discordantes aos meus.

            Com relação aos meus colegas vejo que muitos também aprendem rápido somente pela observação e percepção. Outros necessitam ir além de uma leitura mais rica e detalhada. Acredito que muitas vezes é um déficit que vem da educação básica, e que precisa ser trabalhado. 
Leila Francisca P. Dias  - Acadêmica do Curso de Pedagogia 



            Aprendo interagindo com os colegas e professores na sala de aula ou em outros encontros, procuro sempre prestar atenção para obter os resultados esperado por mim e pelos professores. Estou sempre em busca de aprendizagem e ciente também que é muito importante o trabalho em equipe. Como meu Colega aprende? Com esforço, dedicação, força de vontade e sempre buscando conhecimento, juntamente com os colegas e professores.
Maria Á. Gonçalves  Acadêmica do 2° período de Pedagogia

             A partir da minha história de aprendizado, posso dizer que aprendo através da atenção e da observação tanto das palavras quanto aos gestos, tanto dos professores quanto dos meus colegas. Procuro captar o máximo que consigo, mas ainda assim, com um pouco de dificuldade, pois sou facilmente distraída por barulhos alheios à aula. E o que dificulta ainda mais meu aprendizado é a falta de comunicação que tenho com professores e colegas, o que estou tentando mudar.
             Quanto aos meus colegas o que pude perceber é que para alguns deles o aprendizado se baseia em se focar em apenas um só detalhe ou só no professor, ou só nos colegas e muitas vezes com medo de expor seus pensamentos e idéias. Por outro lado, alguns dos meus colegas deixam à aprendizagem em segundo plano, por falta de interesse, o que prejudica os outros alunos (pela conversa paralela), ou também pela timidez. No entanto a maioria dos meus colegas tem formas de aprendizado bastante admiráveis sempre comunicativos, com raciocínio rápido com um interesse realmente verdadeiro e com um sentimento de união bastante respeitável, não só de amizade, mas uma união de respostas, idéias, pensamentos e também de ações a partir do que os professores estão ensinando. E essa forma de aprendizado desses colegas ajuda todos na sala de aula, pois nos inspiram a aumentar nossa atenção e desejo de aprender o que nos é apresentado pelos professores.
Ludmila D. Silva - Curso de Pedagogia / 2º período / Matutino.
                                       
  Acima de tudo meu colega e eu somos seres humanos e somos ricos de conhecimentos e inteligência.
  Nós obtemos conhecimentos através da curiosidade ou da necessidade de conhecer o novo. Então lendo e pesquisando, conseguimos o aprendizado tão esperado e desejado.

  Sem interesse não tem aprendizagem.
 Alessandra F. Machado  -  Curso de Pedagogia / 2º período / Matutino


COMO EU APRENDO? COMO MEU COLEGA APRENDE?

“O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele”.

Immanuel Kant

Weslâynne de F. X. Sousa*

Em minha carreira acadêmica tenho facilidade em assimilar conhecimento apenas ouvindo, más anoto tudo o que meu professor fala em sala de aula, e busco sempre ampliar meus conhecimentos em pesquisas e em outras opiniões para que eu possa construir a minha própria. Sou de uma personalidade muitíssimo forte, observadora e desprendida, capaz de exigir de mim mesma sempre mais, não digo que nunca tenho ou terei dificuldades, más essas são sempre superadas e com muita excelência. Levo meu trajeto acadêmico com muita seriedade e responsabilidade.
Quanto aos meus colegas reconheço que são todos batalhadores, más pelo tempo de convivência que temos é com clareza que percebo que nem todos estão ali totalmente entregues com este mesmo compromisso. Talvez tenha essa percepção por eu ser muito crítica e observadora, más como experiência própria posso aqui dizer que já sofri muito em trabalhos feitos em grupos por me decepcionar com a falta de comprometimento de meus colegas, pelo fato de que, por eu me envolver demais e ter sempre a iniciativa de buscar novidades e conhecimento sou exigente por esperar da parte deles na mesma proporção que a minha.

           Vejo que muitos ainda não assumiram uma postura acadêmica, más a questão não é ser ou deixar de ser inteligente e sim adquirir inteligência, pois todos são capazes o bastante para isso. É preciso atitude, superação eexcelência, pois tudo o que fazemos e/ou formos fazer deve ser o melhor e a cada dia ter sempre a perspectiva de como evoluir.


 Acadêmica do 2° período matutino do Curso de Pedagogia, do Instituto Superior de Educação, da Faculdade Alfredo Nasser, sob orientação da professora Ms. Dorothéia Barbara, no semestre letivo 2011/2.

         As vezes tenho algumas dificuldades para aprender, mas sou muito esforçada,  dedicada e responsável.
    Percebo que meus colegas tem bastante facilidade em aprender, são dedicados, responsáveis, participativos, criativos e críticos.
  
     Vanusa S. F. Oliveira - Acadêmica do 2º Período Matutino do  Curso de Pedagogia.




      Eu aprendo ouvindo principalmente e prestando atenção ao máximo à explicação da matéria. Se for algo difícil, como a matemática em geral, ouvir não basta, preciso ver exemplos feitos na hora, com a presença e ajuda do professor(a) e tirar dúvidas com ele(a) quando for resolver algum dos exercícios propostos. Na maioria das vezes, preciso tirar muitas duvidas, o que faz com que a turma pense que sou participativa. Cada matéria tem algo fascinante e interessante que sempre precisa ficar bem claro, caso contrário, só entenderei metade de tudo. Normalmente me adapto fácil ao método de cada professor(a), e sempre procuro ter um apoio em livros e materiais adequados para um aprofundamento e curiosidades sobre o assunto estudado. Logo depois de todo esse processo, percebo que aprendi a matéria, pois se houver um momento de regresso ao assunto lembrarei facilmente o que estudei.

       Meus colegas aprendem ouvindo atentamente o (a) professor(a), anotando o conteúdo, alguns tiram duvidas; outros leem incansavelmente seu material até perceberem que estão começando a entender; outros só conseguem aprender com um material de apoio em a que a linguagem empregada esteja mais clara e menos floreada e então, debater o assunto com colegas; outros pedem ajuda aos outros que entenderam e repassaram o assunto durante um tempo sozinhos e assim, fixar na memória. De qualquer forma, meus colegas sempre procuram algo que facilite o aprendizado, assim como eu, percebem que cada um tem sua forma de aprender, pois nenhuma mente capta o conhecimento da mesma forma. É assim que meus colegas aprendem.
Alerrandra M. Gonçalves - acadêmica do curso de Pedagogia
             Presto atenção no que o professor tem para nos ensinar, leio os textos em casa e estudo, tenho minhas dificuldades, mas estou tentando superá-las.
Sempre quando minhas colegas de sala têm tempo, peço ajuda a elas, quando estou com muita dificuldade pra entender um determinado conteúdo.
         A minha turma tem bastante facilidade em aprender, presto bastante atenção nas perguntas que faz aos professores, e observo as dúvidas que minhas colegas fazem. É sempre um aprendizado para mim.
Juliana  S. Moreira - 2º período do Curso de Pedagogia - Matutino
O meu conhecimento é construído a partir de várias hipóteses, questionamentos, dúvidas e argumentos, procurando assim complementá-lo. Dessa forma sempre procuro saber se há mais de uma referência que fala do assunto que está sendo abordado, pois isso me ajuda assimilar com mais clareza o que está sendo discutido. O conhecimento é algo que devemos lapidá-lo. No começo  é doloroso, cansativo, chego até mesmo em pensar em desistir; mais quando consigo chegar ao resultado esperado, percebo o quanto é importante valorizar cada momento que passo dentro é fora da sala de aula.                                           
Elisandra  S. Borges  - Turma: PN3 - Acadêmica de Pedagogia
     O aprender depende da maneira que o outro me ensina. A mensagem tem que vir amparada de estratégia que facilite o entender de quem recebe.  Aprendemos com os erros, os acertos e com o outro ao realizar uma ação: falar, pensar, andar..., temos que perceber o que está a nossa volta e longe de nós, os outros nos observam.
Rouse Clicia P. Monteiro
       O meu modo de pensar e aprender são lentos. Tenho muita dificuldade em pegar, às vezes. Prefiro locais silenciosos para aprender alguma coisa.
     Em nossa sala temos diversos modos de aprendizagem, alguns pegam rápido as explicações, outros são mais lentos. Cada pessoa tem o seu jeito de aprender. No entanto, todos são capazes. 
Patrícia P. do Prado - Curso: Pedagogia 2° Período
       Meu modo de aprendizado é bem prático, primeiro procuro informações sobre determinado assunto, ai fica mais fácil de entender as explicações. Eu aprendo mais com explicações do que com leitura. Embora seja um pouco difícil de compreender esse processo no outro. O que vejo nos meus colegas e bem parecido, todos têm uma boa capacidade de aprendizado. Com pouca explicações a maioria consegue entender o que esta sendo ensinado.

Marcone B. de Souza  - 09/08/11 -1° Período de Pedagogia 


           Na minha juventude o conhecimento se fazia através da atenção e observação da prática, gostava de estudar ouvindo música e fazendo a leitura  em voz alta; senão não conseguia entender e ficava dispersa por qualquer coisa.
            Hoje já na minha maturidade percebo que o barulho me atrapalha muito, prefiro a solidão de um cômodo e silêncio total, mas a leitura ainda precisa ser em voz alta, assim presto mais atenção no que faço.
            Tenho uma grande dificuldade em um pensar mais profundo, pois na profissão que realizo o pensar é muito objetivo quando faço um plano de tratamento para o meu paciente. Mas acredito que hoje tenho um pouco mais de facilidade de aprender através de tudo que já vivi, e claro aberta a aprender muito mais.

Elcy L. Pereira -Turma- PN 3 - acadêmica do Curso de Pedagogia -História da Educação I - também é terapeuta ocupacional.



(Editando...)

3 comentários:

  1. UNIFAN
    Curso: Pedagogia 1° Preriodo.
    Didatica.
    Aluno: Marcone Barbosa de Souza.

    Como eu aprendo? Como meu colega aprende?

    Meu modo de aprendisado é bem pratico, primeiro procuro informações sobre determinado assunto, ai fica mais facio de entender as explicações, eu aprendo mais com explicações do que com leitura.
    Embora seja um pouco dificil de compreender esse processo no outro, o que vejo em meus colegas e bem parecido, todos tem uma boa capacidade de aprendizado,com pouca explicações a maioria conseguem entender o que esta sendo estudado.

    ResponderExcluir
  2. UNIFAN

    Curso: Pedagogia 2° Preriodo.
    Didatica.
    Aluna: Patrícia Pereira do Prado.


    Como eu aprendo?
    O meu modo de pensar e aprender é lento tenho minta dificuldade em pegar as vezes. Como a minha dificudade de pegar explicações prefiro locaes silenciosos.
    Como meu colega aprende?
    Em nossa sala temos diversor modo de aprendizagem, alguns pegam rapido as explicações, outos são mais lentos. Cada pessoa tem o seu jeito e todos são capaz.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Obrigada!