...

"Deus é a mão que nos guia e governa!",

25 de nov de 2014

AOS MESTRES DA PN-I


A arte de escrever, é a arte da alma invisível,
Mas se pensam outros ser fácil, tentem uma vez,
Aqui vai uma dica, de quem nada sabe, eu sei,
Experimentem, sem medo, fuja a timidez!

Eu quisera, ao menos, concordância acertar,
Colocar palavras em cada lugar, ortografia deleitar,
Distribuir, uniforme, caligrafia eu confiar,
Saber tudo, de poesia, poemas combinar!

Quisera eu, perto da ponte residir, bem alto escutar,
A moça, do outro lado, Cora, eu poder acompanhar,
Ser alegre, qual Dorotheia, quando fala, parece cantar,
Dizer o que, dona Cleucida, sua psicologia, de encantar!

Fernanda Franco Rocha, só o nome já faz calar,
É uma clareza, uma potência no explicar,
Português, tão difícil de entender e até falar,
Não com a Sandra, as letras parecem, o meu corpo enamorar!

Ser filosofo e sem medo, com a Bruna, dialogar,
Aprender, e com orgulho, tantos mestres admirar,
Seguir seus passos, certamente quero palmilhar,
Não, não é hipocrisia, reconhecimento de quem sabe, com amor ENSINAR!!!!

Perdoem, demais, com o tempo, os nomes decorar,
E certamente, dedicatórias, com carinho, não faltar,
A faculdade é imensa, mais intensa, a vontade de declarar,
Citações de apreço e carinho, todo corpo docente, eis o meu admirar!


David Saulo de Andrade Ribeiro – novembro de 2014



(Homenagem aos professores mestres do Curso de Pedagogia, da Faculdade Alfredo Nasser pelo acadêmico David Ribeiro - o Poeta Engraçado.)

2 comentários:

  1. Poeta Engraçado obrigada pela belíssima homenagem a mim e as minhas colegas de trabalho. A sua presença e suas contribuições em minhas aulas me dão a certeza de que escolhi a melhor e a mais delicada das profissões que é ensinar. Melhor, porque enquanto ensino, tal qual afirma Guimarães Rosa, aprendo. Delicada, porque o conteúdo ensinado tem que primeiramente tocar o coração de quem ensina e depois daquele a quem se destina a aprendizagem. Forte abraço!!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Obrigada!