...

"Deus é a mão que nos guia e governa!",

26 de mar de 2012


Queda da bolsa de Nova York
 ( Leila Pires )

Na década de 20 aumentou o consumo, a indústria criava a todo o momento bens de consumo, os clubes e boates viviam lotados. As ações estavam valorizadas por causa da euforia Americana com essa expansão surgiu a expressão “American Way of life” modo de vida americana. O mundo invejava o estilo de vida americano.
As causa da crise foi à superprodução agrícola, formou excedente dos produtos e a diminuição do consumo a indústria cresceu muito, porém os salários e poder aquisitivo não. No Brasil não foi diferente com a produção de café enquanto o consumo mundial era de aproximadamente 21 milhões de sacas o Brasil produzia 22 milhões sobrando excedente. E com a entrada de outros países na disputa pela importação o Brasil perdeu mercado, sobrou então café estocado.
Em 24/10/1929 conhecida como quinta negra ocorre a queda da bolsa de Nova York. Época ficou conhecida como a grande depressão varias pessoas se suicidaram, pois dormiam rica e acordavam pobre. Em 1933 Assume o poder nos Estados Unidos o presidente democrata Franklin Delano Roosevelt que atuou de forma intensa para contorna a crise. E lançou o plano “New Deal” pacote de reformas para tentar recuperar a economia do país. Entre as medidas estavam o controle do governo sobre os preços, criação do seguro desemprego e realização de um grande programa de obra pública.
No Brasil o governo também tomou medidas para conter a crise. O governo proibiu novas plantações de café durante 3 anos e passou a comprar e destruir o café estocado, cerca de 80 milhões de sacas. Somente no final da década de 1930 o café começou a recuperar os bons preços nos mercados internacionais.

Referencia Bibliográfica

WWW.libertaria.pro.br Autores: Lúcia Helena Storto      Sidney Aguilar Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Obrigada!